| |

Vinho e obesidade


O vinho, principalmente o tinto seco (que é menos calórico), em quantidade que não ultrapasse 10% do valor calórico de toda a dieta, é muito favorável para o obeso. Muitas clínicas de emagrecimento incluem o vinho no seu cardápio. Alguns polifenóis que existem no vinho tinto destroem os adipócitos (células gordurosas) por inibição de enzimas metabolizadoras de gordura como a lipase pancreática e a lipase lipoprotéica. Os polifenóis do vinho diminuem a resistência das células à insulina (melhorando o aproveitamento dos carboidratos pelo organismo) e com isso a quantidade de insulina circulante (o que sempre está relacionado com uma série de reações metabólicas que culminam com ganho de peso).

Fonte - Coleção Vinhos do Mundo - Livro 14 ( referências bibliográficas encontram-se no livro de número 16 ).
Editora Abril / Publicação Veja

2 comentários:

Juliana disse...

Oi Leonor, esta informação muito me interessa! tenho que começar urgentemente uma dieta e o que mais me dói é cortar o vinho do cardápio...

Leonor Batista disse...

Oi Juliana, tudo bem? imagina! o vinho tinto seco é até indicado nas dietas, só que fala-se em moderação. Eu também não consigo deixar de beber, adoro.

Abraços.

Postar um comentário