| | Comments: (0)

Gritos e sussurros


Como abrir um espumante, passo a passo:

1 - Remova a cápsula metalizada pela fita picotada provida para esse fim.
2 - Afrouxe a gaiola de arame com uma mão, mantendo a outra por cima da rolha. Cuidado: muitas vezes a rolha sai voando com a gaiola e tudo.
3 - Mantenha a mão a exercer pressão sobre a rolha após afrouxar a trava de arame: não descuide.
4 - Como garantia, cubra a garrafa com um guardanapo e mantenha suas pontas presas sob a mão que empunha a garrafa: se estourar, a rolha não vai longe.
5 - Se após afrouxar a gaiola, ainda assim nenhuma ação se esboçar, experimente, com cuidado e apontando a garrafa para um lado em que um eventual "disparo" não vá causar danos, remover a gaiola.
6 - Empunhe a rolha com firmeza com a mão direita e gire o fundo da garrafa.
7 - Tente segurar a rolha de modo que ela se desprenda com um mísero assopro. O polegar pode pressionar a rolha pelas laterais, enquanto a outra mão gira a garrafa.
8 - Pfff...Esse é o ruído de um vinho espumante ao ser aberto corretamente.

Fonte/Foto - Coleção Folha - O mundo do vinho - Livro 4
| | Comments: (0)

Festa da cultura francesa na Av. Paulista

A cultura francesa ganha festa neste sábado(31) e domingo(1º/8) em plena Avenida Paulista, com música, dança, gastronomia e literatura, atrações do festival de cultura francesa C´est Si Bon.
Para quem quiser provar pratos da culinária do país, o restaurante Chef Du Jour apresentará receitas. O Bistrô Crepe de Paris e o chef do La Tartine também estarão presentes no evento.

Local - Condomínio Centenco Plaza Torre Norte - Avenida Paulista, 1.842, Bela Vista.
Horário - Das 12hs às 23hs
Entrada - Grátis

Fonte - Folha de São Paulo(30/07/10)
| | Comments: (0)

Dioniso e Ariadne


A esposa santa do mais devasso dos deuses:

Só uma mulher ficou conhecida como a esposa de Dioniso. Essa mulher era Ariadne. Filha do rei Minos, de Creta, e da rainha Pasífae. Ariadne, cujo nome originalmente significava "santa" e "pura", foi também reverenciada como uma divindade em muitas ilhas gregas.

Fonte / Foto - Deuses da Mitologia - Livro 4
| | Comments: (1)

Vinho e carne grelhada


O vinho tinto adquire aromas e sabores tostados das barricas de carvalho em que estagia. Com isso, sua combinação com carne grelhada é mais que perfeita. Os taninos enfrentam a untuosidade, cortando a gordura e a acidez vence a suculência.

Fonte / Foto - Coleção Folha - O mundo do vinho - Livro 1
| | Comments: (0)

12 - Brancos espumantes


O champanhe - o artigo genuíno da região de Champanhe no norte da França - estabelece o padrão. O bom champanhe tem um aroma de nozes, de pão, um frescor de maçãs e bolhas pequenas.

Fonte / Foto
- Vinho - O guia fundamental para o apreciador moderno - Oz Clarke
| | Comments: (1)

Difícil harmonização

A comida chinesa é difícil de acompanhar com vinhos, devido a seus sabores fortes, apimentados e picantes ou salgados. O próprio molho de soja é uma dificuldade, assim como o óleo de gergelim. Talvez vinhos brancos de alta acidez possam combinar com os frutos do mar sem maiores dificuldades. Hoje na China o vinho é apenas moda e demonstração de riqueza recém-adquirida. Caso venha a se incorporar aos hábitos de consumo chineses, pode faltar vinho no mundo.

Fonte - Coleção Folha - O mundo do vinho - Livro 1
| | Comments: (0)

Pérlage



Colar de pérolas, em francês: a linha de borbulhas miúdas que se desprende de um ponto no fundo (ou nas paredes) do copo e sobe verticalmente.


Fonte/Foto - Coleção Folha - O mundo do vinho - Livro 4
| | Comments: (0)

Corvo Rosso Sicília IGT 2007


Este é um vinho produzido na região da Sicília, Itália, pela Duca de Salaparuta, casa fundada em 1824. É elaborado com as variedades de uvas Nero' Avola (70%), Pignatello (15%) e Nerelo Mascalese (15%), passando 10 meses em barricas de carvalho e tanques de cimento, mais 2 meses na garrafa. É um vinho de cor rubi, com aromas de frutas vermelhas e equilibrado. Ideal para as refeições. Acompanhou muito bem uma bela macarronada.


Preço médio - R$35,00 (comprei na feira de vinho promovida pelo Pão de Açúcar por R$19,90).
| | Comments: (1)

Tampas saborosas


Tapa é tampa em espanhol. Designa em toda a Espanha, aperitivos como presunto cru e embutidos de porco defumados, anchovas, pimentões conservados, ovos mexidos com diversos sabores, alcaparras, camarões, polvo e lulas etc., sobre ou para ser degustados com uma fatia de pão. Fatias que, em algum momento remoto, serviram como tampas de copos estreitos (as copitas especiais para Jerez) dos quais a doçura e o aroma que emanavam eram irresistíveis atrativos para as moscas.

Fonte / Foto - Coleção Folha - O mundo do vinho - Livros 2 e 4
| | Comments: (0)

Pequenos frascos


Experientes degustadores afirmam poder reconhecer o espumante elaborado pelo método clássico pelo diminuto tamanho das bolinhas de gás carbônico que dele se desprendem, minúsculas, bem menores que as de espumantes elaborados de outras maneiras. Uma verdade é estabelecida entre os degustadores: em uma prova às cegas, quanto mais miúdas forem as borbulhas, mais valorizado será o espumante que as contém.

Fonte / Foto - Coleção Folha - O mundo do vinho - Livro 4
| | Comments: (2)

Élèvage


Élèvage é elevação, mas, também educação e aquisição de cultura, em francês. É segundo a terminologia francesa em voga no mundo do vinho, o que acontece com o vinho na garrafa. Os grandes tintos ficam engarrafados na adega da vinícola por até três anos antes de serem disponibilizados ao mercado. Na foto, armazenamento de garrafas na Casa Lapostolle, Chile.

Fonte / Foto - Coleção Folha - O mundo do vinho - Livro 1
| | Comments: (1)

Estilo novo-mundista


Robert Parker, o advogado norte-americano que é o mais influente crítico de vinhos do mundo, gosta de vinhos densos, alcoólicos, feitos de uvas bem maduras, com grande concentração e pungência de sabor e de aromas. Notas de amadurecimento em barrica lhe agradam. Para obter boas notas de Parker, muitos produtores passaram a fazer vinhos com essas características, especialmente, é claro, no Novo Mundo, mais aberto a inovações e sem tradições milenares a preservar. Assim, essas são as características de vinhos ditos ao estilo novo-mundista.

Fonte - Coleção Folha - O mundo do vinho - Livro 1
Foto - Revista Adega
| | Comments: (1)

Xplorador Merlot Safra 2008


Este é um vinho produzido pela Concha Y Toro na região do Vale Central, Chile e elaborado com a variedade Merlot. É um vinho de cor rubi, rico em aromas de frutas vermelhas e agradável em boca. Bom para acompanhar massas, queijos e carne vermelha. Adorei!

Onde encontrar - Supermercado Carrefour
Quanto - R$28,00
| | Comments: (0)

Pão de Açúcar promove feira de vinhos

O supermercado Pão de Açúcar Washington Luis (Av Washington Luis, 3919 - SP) irá promover uma Feira de Vinhos. O evento acontecerá entre os dias 23 de julho e 08 de agosto das 10h às 22h e será realizado no estacionamento da loja e contará com 26 estandes para exposição de ítens diversos, alguns com 50% de desconto.

Para saber mais, acesse: www.paodeacucar.com.br
| | Comments: (0)

O primeiro Icewine brasileiro


A vinícola Pericó, localizada na região de São Joaquim - SC, a 1.300m de altitude, se beneficiou do fenômeno da natureza mais esperado do inverno, o gelo e se mobilizou para a produção desse raro vinho. Com as temperaturas bem abaixo de zero, um sonho se tornou realidade: a colheita das uvas congeladas. Após vinificado, a vinícola Pericó apresentará ao mundo o primeiro Icewine genuinamente brasileiro, uma raridade lentamente extraída da Cabernet Sauvignon. Aguarde o lançamento que acontecerá no dia 10/10/2010 às 10h10'10".

Para saber mais, acesse: www.vinicolaperico.com.br
| | Comments: (0)

11 - Aromáticos


Vinhos brancos perfumosos que combinam fragrâncias exóticas com aromas de flores. Encontrado no Gewürztraminer da Alsácia, ele é repleto de rosas e lichias, creme facial e toda uma despensa de especiaria. Nenhum outro lugar do mundo tem a audácia de produzir tais Gewürztraminers.

Fonte / Foto - Vinho - O guia fundamental para o apreciador moderno - Oz Clarke
| | Comments: (0)

Velho e novo


As cores do vinho mudam com a idade, os tintos perdem cor, os brancos ganham cor.
| | Comments: (1)

Miolo Reserva Chardonnay


Vinho branco jovem, produzido pela Miolo no Vale dos Vinhedos, Bento Gonçalves e elaborado com uvas da variedade Chardonnay. É um vinho de aroma intenso, complexo e harmonioso ao paladar. Acompanhou muito bem peito de frango grelhado ao molho de maracujá, acompanhado de batata sauté.

Onde comprar - Grandes redes de supermercados
Quanto - Média de R$28,00


Foto - miolo.com.br
| | Comments: (0)

Vinho de altitude


Quanto mais alto, mais frio - e também maior a amplitude térmica, a diferença entre a temperatura do dia e da noite. A idéia é de conhecimento geral, mas os argentinos formalizaram o conceito de vitivinicultura de altitude, plantando diferentes variedades de uva em patamares de diferentes alturas em relação ao nível do mar. As uvas que preferem frio, mais acima; as que precisam de calor, mais abaixo. Na foto, região de Mendoza, Argentina.

Fonte / Foto - Coleção Folha - O mundo do vinho - Livro 1
| | Comments: (1)

Famílias dos aromas


Os aromas de um vinho podem pertencer a três principais famílias:

1 - A dos aromas primários, advindos da planta (notas frutadas, vegetais, florais e minerais).
2 - A dos aromas secundários, provenientes do processo de elaboração (fermentação, cantina, baunilha, tostados, coco, carvalho).
3 - A dos aromas terciários, que surge com o envelhecimento em garrafa (caramelo, húmus, nozes, amêndoas, champignons, notas animais, como couro cru e curtido, peles).

Fonte - Coleção Folha - O mundo do vinho - Livro 4
Foto - Revista Menu
| | Comments: (0)

Pinots


Por ter o cacho apertado e triangular, em forma de pinha (o fruto do pinheiro europeu, aquele do Natal), a família francesa das Pinot ganhou esse nome. As brancas Pinot Blanc e Pinot Gris e as tintas Pinot Noir e Pinot Meunier são uvas do frio e não escondem seu temperamento ácido: as tintas encorpam os espumantes e lhes dão extratos; as brancas, algumas vezes espumatizadas na Itália (Friuli especialmente) são leves, joviais, aos aromas de maçã verde e frutas brancas. A bem da verdade, são mutações, não clones. Apesar do nome, algumas delas não são nem aparentadas...

Fonte/Foto - Coleção Folha - O mundo do vinho - Livro 4
| | Comments: (0)

Sem reservas


Esta comédia romântica é imperdível, traz Catherine Zeta-Jones no papel de uma sistemática chef que vê sua vida abalada quando recebe a notícia da morte de sua irmã e que ela terá de cuidar da sobrinha de 9 anos. Abalada pela tragédia e com uma nova responsabilidade, ela (Kate) começa a perder espaço em seu trabalho para o jovem e barulhento sub-chefe (Nick) representado por Aaron Eckhart. Mas a rivalidade inicial entre o perfeccionismo de Kate e a impulsividade de Nick rapidamente se transformam em romance, fazendo Kate repensar os valores pelos quais guiava sua vida. Um filme leve e delicioso; assista com uma taça de espumante na mão.

Foto - Confraria de cinema.
| | Comments: (0)

A bebida do bom humor

"O vinho é composto de humor líquido e luz" (Galileu Galilei)
| | Comments: (0)

A grande inspiração

"O vinho consola os tristes, rejuvenesce os velhos, inspira os jovens, alivia os deprimidos do peso das suas preocupações" (Lord Byron)
| | Comments: (0)

10 - Brancos maduros, sabor de torrada


Pêssego, abricó e frutas tropicais são os sabores dominantes, temperados com baunilha e caramelo de barris novos de carvalho: deliciosamente amados.
É o que a maioria das pessoas diz do atual Chardonnay, é o sabor que funcionou como ponta de lança na revolução da produção do vinho e do hábito de bebê-lo. O estilo foi praticamente inventado na Austrália, mas também é a marca registrada da maioria dos Chardonnays dos Estados Unidos, da América do Sul, de Penedés na Espanha e de muitas versões italianas. O estilo não se limita ao Chardonnay. Não é difícil dar a inúmeros brancos um sabor tropical: barris novos de carvalho fornecerão o torrado e o caramelo.

Fonte / Foto - Vinho - O guia fundamental para o apreciador moderno - Oz Clarke
| | Comments: (0)

Vinho - Efeitos benéficos ao cérebro


Com base em estudos realizados ao longo do tempo sabe-se que consumidores frequentes de vinho apresentam um risco menor de desenvolvimento de demência, incluindo o mal de Alzheimer. Acredita-se que os antioxidantes presentes no vinho (polifenóis), compostos que previnem danos celulares ao combater os radicais livres, são os responsáveis por esse benefício, especialmente no vinho tinto, bem mais rico em polifenóis. Esses polifenóis, mais especificamente os flavonóides, os ácidos fenólicos, os taninos e os resveratróis, ao combaterem os radicais livres, possivelmente evitam a aceleração do envelhecimento celular, especialmente das células cerebrais. Sabemos ainda, que bebedores moderados de vinho apresentam probabilidade 20% menor de depressão. Ainda com base em estudos, sabe-se que o consumo moderado de vinho pode aumentar a inteligência.

" É inteligente porque bebe vinho, ou bebe vinho porque é inteligente?"

Fonte - Vinho - Saúde e Longevidade - Antonio Carlos do Nascimento
Foto - Feira da Turquia 2010
| | Comments: (2)

RAR 2005


Este vinho foi elaborado com uvas das variedades Cabernet Sauvignon (60%) e Merlot (40%) provenientes de vinhedos de Raul A. Randon da região dos Campos de Cima da Serra - Muitos Capões - RS. Esta região caracteriza-se por possuir uma altitude de 1.000m, o que lhe confere um dos climas mais frios do Estado do RS, proporcionando às uvas características diferenciadas das outras regiões. É envelhecido em barricas de carvalho por um ano, em seguida é engarrafado e permanece mais um ano envelhecendo na própria garrafa nas caves subterrâneas.
É um vinho com aroma marcante de frutas vermelhas, encorpado, com taninos na medida, bom para acompanhar carnes vermelhas com molho suculento, adorei!!!
| | Comments: (0)

Amor, Sexo e a arte de comer


Bem, este não é um livro específico do mundo do vinho, mas, como é uma leitura interessante e deliciosa, não poderia deixar de indicar. Alexandra Antonioni escreveu uma história divertida sobre os altos e baixos das relações amorosas de nossos dias, tendo como pano de fundo a sedução culinária e a probabilidade amorosa. O livro é cheio de receitas deliciosas e dicas de bebidas (o espumante e o vinho não poderiam faltar). Uma leitura ideal para quem gosta daquele casamento de comida e amor, que sempre da água na boca.

Livro - Devore-me: Amor, sexo e a arte de comer
Autora - Alexandra Antonioni
Editora - Landscape
Tradução - Dinah de Abreu Azevedo
| | Comments: (1)

Sobreiro


O Quercus sober, um carvalho típico do mediterrâneo, causou a maior revolução no mundo do vinho. A parte interna de sua casca é uma fibra mais ou menos homogênea formada por células estanques cheias de ar, como uma microscópica colmeia de abelhas. Além de flexível, é insubmersível, difícil de apodrecer e de pegar fogo. Começou a ser usada nas garrafas em meados do século 18 e simplesmente permitiu ao mundo usufruir de novos sabores dessa bebida, como o buquê de um vinho corretamente envelhecido. Portugal produz 80% da cortiça do mundo, seguido de Espanha e norte da África.

Fonte / Foto - Coleção Folha - O mundo do vinho - Livro 4
| | Comments: (0)

Prosecco


Prosecco sempre foi nome de uva, uma branca rústica, tardia, típica da região do Vêneto e do Friuli, no nordeste italiano. Agora a uva Prosecco se chama Glera e a região de produção se chama Prosecco. A ideia é impedir que produtores mundo afora possam fazer e vender vinhos como Prosecco - e foi institucionalizada pela União Européia. Os vinhos de Prosecco continuam sendo, em geral, espumantes secos bem elaborados e de qualidade média bastante aceitável, com aroma vegetal bem simples e notas fermentativas.

Fonte - Coleção Folha - O mundo do vinho - Livro 4
Foto - Revista Adega
| | Comments: (0)

Bebida para viagem


As malas para bebidas caem bem em torneios de golf, encontro de degustação de vinhos ou como presentes corporativos, escolha a sua.

Fonte - Folha de São Paulo
Foto - www.puros.pt
| | Comments: (0)

Ratatouille


Animação de 2007, dirigida por Brad Bird. O tema deste filme não é sobre vinho, mas, vale a pena ser visto. Conta a história do ratinho Ramy que deseja se tornar um grande chef, mesmo sabendo que sua família é contra a idéia; além do fato de que, por ser um rato, ele é sempre expulso das cozinhas que visita. Amei as peripécias do ratinho Ramy e do seu fiel amigo Linguini.

Foto - www.ronaldorossi.com.br
| | Comments: (0)

Devemos muito a Noé e Baco

"O vinho, a mais gentil das bebidas, devido quer a Noé, que plantou a vinha, quer a Baco, que espremeu o sumo da uva, data da infância do mundo"
(Jean Anthelme Brillat-Savarin, advogado, político e chef francês - 1755-1826)
| | Comments: (1)

Mondovino


Filme documentário de 2004, dirigido por Jonathan Nossiter. É uma investigação sobre o tema da globalização, tendo como principal personagem a indústria do vinho e a transformação das formas de produção no velho mundo, influenciadas pelo mercado americano.

Foto - Filmforum.org
| | Comments: (0)

9 - Brancos intensos, com sabor de nozes


Brancos ricos e suculentos, com sabores sutis de nozes e mingau de aveia. Em geral são carvalhados e têm um toque suave. A melhor expressão do estilo é o Chardonnay envelhecido em carvalho sob a forma de Borgonha branco, vinho que deu renome ao Chardonnay.

Fonte / Foto - Vinho - O guia fundamental para o apreciador moderno - Oz Clarke
| | Comments: (0)

Quinta Dona Leonor safra 2003


O nome deste vinho me deixou curiosa (meu nome), então resolvi comprar para o almoço deste sábado, em comemoração ao meu niver (01/07) e a despedida de minha sobrinha (intercâmbio). É um vinho produzido na região do Douro (Portugal) e elaborado com as castas Touriga Franca, Tinta Roriz e Tinta Barroca. Parte do vinho estagiou 6 meses em barricas de carvalho francês e americano, procedendo-se à junção do lote e posterior engarrafamento. Achei um vinho leve, suave, elegante, com taninos domesticados; acompanhou muito bem o cardápio do dia; carne vermelha ao molho de ervas, acompanhada de arroz branco e batata gratinada.
Saúde!!!

| | Comments: (0)

LELLO 2007

Rubro português do Douro, de uvas touriga nacional e franca, tinta barroca e roriz; tem corpo médio, paladar frutado, boa textura e acidez.
Bom para pizza, frios e queijos leves.
Preço sugerido - R$27,00
Onde encontrar - Emporium São Paulo

Fonte - Folha de São Paulo - 08/07/10
| | Comments: (0)

Estilos de Champanhe


O champanhe apresenta três níveis de qualidade e riqueza.

Sem safra é o mais leve. É composto de vinhos de diversos anos e pode ser bebido logo, mas, seis meses de envelhecimento seriam benéficos.
Safra definida - É produzido somente em bons anos. Deve ser mais rico e saboroso do que o sem safra, mas, precisa amadurecer por uma década para atingir o ápice do sabor.
Cuvées de luxe são, na maioria, de safra, mas, nem todos. São os vinhos de altíssima qualidade, vendidos em garrafas especiais por preços enormes. Devem envelhecer por décadas.
Também há níveis de doçura, embora grande parte do champanhe seja vendido como brut (seco). Ultra brut ou brut zéro é ainda mais seco, enquanto extra seco é, curiosamente menos seco. Sec é quase seco, demi-sec é meio doce e riche é ainda mais doce. Finalmente, o champanhe rosé é mais pesado do que o branco, com um sabor mais torrado, de morango.


Fonte - Vinho - O guia fundamental para o apreciador moderno - Oz Clarke
Foto - Revista Adega


| | Comments: (0)

Vinho e pulmão


Os pacientes portadores de Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) se beberem vinho moderadamente terão atenuadas as suas manifestações clínicas. Isso porque o Resveratrol, abundante nos vinhos, diminui as ocitocinas inflamatórias dos macrófagos alveolares. Fumantes que tomam vinho moderadamente tem atenuado os malefícios do cigarro.

Fonte - Coleção Vinhos do Mundo - Livro 14 ( referências bibliográficas encontram-se no livro de número 16 ).
Editora Abril / Publicação Veja

Foto - Revista Adega
| | Comments: (0)

8 - Brancos verdes, pungentes.


As principais variedades de uva são a Sauvignon Blanc, Chenin Blanc e Riesling. Os de Sauvignon Blanc da Nova Zelândia tem sabores pungentes; os da França (Loire) são crocantes, refrescantes, com sabores leves de frutas e um toque mineral. O Loire também produz vinhos ásperos de Chenin Blanc, de toque mineral quando jovem, mas, torna-se rico e melado ao envelhecer.Os da uva Riesling tem sabor de pêssego, são minerais e defumados quando jovens, com um toque de maçã verde e uma certa acidez altamente útil.Com alguns anos de garrafa os sabores se mesclam, se suavizam atingindo o maravilhoso gosto de mel.Os menos encorpados, com toque de doçura para equilibrar a acidez, vêm do Vale do Mozel na Alemanha.

Fonte / Foto - Vinho - O guia fundamental para o apreciador moderno - Oz Clarke