| |

Estilo novo-mundista


Robert Parker, o advogado norte-americano que é o mais influente crítico de vinhos do mundo, gosta de vinhos densos, alcoólicos, feitos de uvas bem maduras, com grande concentração e pungência de sabor e de aromas. Notas de amadurecimento em barrica lhe agradam. Para obter boas notas de Parker, muitos produtores passaram a fazer vinhos com essas características, especialmente, é claro, no Novo Mundo, mais aberto a inovações e sem tradições milenares a preservar. Assim, essas são as características de vinhos ditos ao estilo novo-mundista.

Fonte - Coleção Folha - O mundo do vinho - Livro 1
Foto - Revista Adega

1 comentários:

Mario Trano disse...

oops, pardon, o link era para este post sobre o Parker...
http://mondovinho.blogspot.com/2010/05/os-limites-da-parkerizacao.html

abraço!

Postar um comentário