| |

Vinho - aplicações medicinais

O vinho foi um dos primeiros medicamentos utilizados pelo homem. Em cerca de 2000 a.C., os cirurgiões hindus já o utilizavam como anestésico pré-operatório. As qualidades dietéticas e fisiológicas do vinho eram reconhecidas pelo grego Hipócrates, patrono da medicina, que o receitava frequentemente como antitérmico, laxante e diurético.
Galeno, célebre médico de Roma, empregava o vinho como desinfetante nas feridas dos gladiadores, pois seu poder anti-séptico impedia o surgimento de infecções.
O francês Louis Pasteur proclamou o vinho "a mais saudável e a mais higiênica das bebidas".
Alexander Fleming, descobridor da penicilina, ficou fascinado com os poderes antibióticos do vinho, contidos na casca das uvas. Nossos antepassados sabiam muito!

Nota - Aguardem a segunda parte.

Fonte - Os segredos do vinho para iniciantes e iniciados (José Osvaldo A. do Amarante).

0 comentários:

Postar um comentário